Reumatismo

Além disso,  para o reumatismo de origem  inflamatória (artrite, polyartrite),  reduzir o consumo de alimentos que contém hidratos de carbono, reduz o estado inflamatório geral,  mas também preserva as células que renovam cartilagem (condrócitos).

  Alguns alimentos ricos em hidratos de carbono que devem ser evitados para quem sofre dessa doença: Mel, banana, passas, aveia, pão e massas, batata-doce, quinoa, água de coco.

Os condrócitos (célula cartilaginosa madura) morrem quando eles estão na presença permanente de pequenas moléculas enviados pelo sistema imunitário para causar a inflamação (interleucinas, interferões, TNF-alfa).  No entanto,  comer uma grande quantidade de açúcar aumenta os níveis de insulina no sangue e inflamação.

Pela mesma razão, você deve comer alimentos ricos em ácidos graxos ômega-3 (peixes gordos,  beldroega (também conhecida como folhas suculentas ou onze horas),  linhaça,  óleo de canola,  nozes e óleo de noz),  porque eles têm um efeito anti-inflamatório.

 

Medidas dietéticas Contra o Reumatismo


  Reduzir o consumo de carboidratos em si não é suficiente. Outras medidas relativas à dieta são importantes:

     Temos de lutar contra a acidose crónica, que destrói o osso e cartilagem,  favorecendo uma dieta rica em vegetais orgânicos frescos,  que são ricos em potássio,  e portanto,  tem um efeito alcalinizante (oposto de ácido).

     A dieta sem leite de vaca e sem glúten tem ajudado muitos pacientes,  uma vez que reduz, também a inflamação causada por proteína do leite de vaca (caseínas) que irritam o intestino,  e as proteínas do glúten que aumentam a permeabilidade intestinal .


                                                                                         Vitamina D

     A nossa principal fonte de vitamina D é não alimentar. É na nossa pele,  que faz a vitamina D é o efeito da luz dos raios solar,  se expor ao sol quando os raios são verticais,  no verão entre as 11 e 15 horas sem protetor solar (não exceder 20 minutos de exposição direta)

 

                                       Também conhecido muitas plantas interessantes Contra o Reumatismo:

 Harpagophytum, conhecida como Garra do diabo (2-4 g por dia de extrato seco) demonstrou a sua eficácia contra a inflamação.

Garra do diabo


Raiz de gengibre (1 a 2 g de pó por dia) ou a raíz fresca nos sucos.

Gengibre


Folha de groselha negra (1,5 g de pó por dia)

Groselha negra


Açafrão da terra ou raiz de cúrcuma (1,5 g até 3 g por dia com pimenta para melhorar a absorção)

Curcuma


Resina de Boswellia serrata (300 a 500 mg por dia)

Boswellia serrata


Casca de pinheiro bravo (extrato chamado picnogenol, 100 a 200 mg por dia), ou pomada para ser aplicada 3-4 vezes por dia.

Pinheiro bravo

 

Espero que valeu a Dica :-)

Leia:

 
 

Sem nota. Seja o primeiro a dar-lhe!